comp coop 10

19/07/2009

Media Center, o cinema em sua casa… ou não

Filed under: mac, media center, programas — Tags:, , , , , — Russo @ 8:58 am

ZumbiIconpor Eduardo Russo

Meus pais, pessoas maravilhosas, que evoluíram com o tempo e usam computadores cotidianamente, aceitaram minha sugestão de transformar seus mais de 1600 CDs de música e 1200 DVDs em arquivos digitais. Com isso, terão acesso fácil e rápido a qualquer mídia digital em qualquer lugar da casa.

Tudo ótimo, lindo e maravilhoso, mas a tarefa de montar toda a brincadeira ficou para mim, consultor oficial de tecnologia da família.

Resolvi então testar alguns media centers disponíveis para Mac (se você usa Linux ou Windows e está procurando um comparativo e opiniões, meu programa escolhido também roda em Linux e Windows). Desses, vou falar mais detalhadamente dos que mais gostei.

boxeeBoxee

versão testada: 0.9.12.6566

site: http://www.boxee.tv/

valor: grátis

compatibilidade: Linux, Mac OS X e Windows

Testei o Boxee há um bom tempo atrás, mas lembro de não ter gostado de algumas coisas na época. Usando-o novamente, porém, fiquei extremamente impressionado com a integração com a internet e o uso das tais ferramentas sociais (apesar de ser anti-social e todos meus 3 amigos que usam Boxee não terem colocado nada no Boxee).

Interface e uso

A interface é bastante clara e fácil de entender, por outro lado, comandá-lo pelo controle remoto da Apple não é tão intuitívo. Muitas vezes ficava perdido entre os menus tentando chegar em algum lugar.

Tela inicial do Boxee

Tela inicial do Boxee

Foi relativamente simples apontá-lo para minhas bibliotecas de filmes, séries e músicas, porém, levou um tempo bastante grande para indexar tudo. Não o testei com as fotos no iPhoto, mas acredito que seria simples também.

Filmes reconhecidos e "sinopsados"

Filmes reconhecidos e "sinopsados"

Para um filme ser reconhecido, ele deve, de preferência, estar, na pasta, com o nome exatamente igual ao do IMDB.

Última coisa em relação à interface é que novas skins podem ser usadas (não testei isso).

O programa pode ser configurado em vários idiomas, o que é um ponto positivo, mas, no português testado, algumas mudanças no teamanho das palavras deixam algumas “cacas” na interface.

Configurações >> Setup

Configurações >> Setup

Internet integrada

Para rodar o Boxee, você precisa criar uma conta no site, porém, caso não esteja conectado o programa entra do mesmo jeito, mas sem seus benefícios on line.

Logando no Boxee

Logando no Boxee

Das várias características que me agradaram no Boxee, a utilização intensa da internet para facilitar a vida do usuário o que mais me agradou. Ele demora um bom tempo para indexar sua biblioteca, mas, depois de indexado, você passa a ter acesso à sinopse e trailers (rodam em streaming) dos filmes.

A sinopse fica salva no seu computador e os trailers rodam em streaming

A sinopse fica salva no seu computador e os trailers rodam em streaming

Sinopse do filme Religulous

Sinopse do filme Religulous

Além de fazer muita coisa com sua biblioteca, o Boxee possui diversos canais de vídeo já integrados, em que você pode assistir vídeos em streaming, como Hulu, Youtube e MTV (MUITOS videoclipes!), além da possibilidade de adição de novos canais via RSS.

Canais e mais canais!

Canais e mais canais!

Canal da MTV. Thriller all night!

Canal da MTV. Thriller all night!

Configurações

O programa possui muitas opções de configuração, desde as pastas das mídias, fontes e cores das legendas e mudanças na interface.

Configurações e mais configurações

Configurações para tudo.

Ferramenta social

Outra coisa bastante interessante é a mistura de media center com ferramenta social. Adicionando amigos (ele busca nos seus e-mails do Google, Yahoo e MSN), você pode fazer e receber recomendações de vídeos e músicas. Assim iniciado, o Boxee mostra na tela inicial as últimas mídias vistas por seus amigos.

Boxee fora do Boxee

Boxee fora do Boxee

Não tenho muitos amigos :(

Não tenho muitos amigos 😦

Músicas

Uma das coisas mais legais que o Boxee faz, é reconhecer um album e te permitir assistir em streaming cliples dele. Além disso, gera aquelas waveforms bacanudas quando uma música está tocando. Tem visuais de todo o tipo pra todos os gostos.

Clipes também das suas músicas!

Clipes também das suas músicas!

Waveforms bonitões!

Waveforms bonitões!

itheateriTheater

versão testada: 0.2.0

site: http://www.itheaterproject.com/

valor: grátis

compatibilidade: Mac OS X

Programinha bem simples, que já começou me decepcionando por, em suas configurações (pelo painel de controle) dizer que funciona até com o WiiMote da Nintendo, não funcionar nem com o controle remoto da Apple. A culpa poder ser do fato de eu estar usando o Snow Leopard, mas enfim, tenho pouco a dizer sobre ele, a não ser o sonzinho irritante ao mudar opções do menu que ele vem por padrão (pode ser desativado nas preferências, mas não devia nem ser uma opção).

Simples... simples...

Simples... simples...

Eu juro que funciono com o controle remoto...

Eu juro que funciono com o controle remoto... com todos os que existem!

mediacentralMediaCentral

versão testada: 2.8.4

site: http://www.equinux.com/us/products/mediacentral/index.html

valor: €29,95 ou €59,95 para 5 Macs (alguns dias para testes)

compatibilidade: Mac OS X

A melhor coisa sobre o MediaCentral é seu ícone!

Além de ser pago, não faz coisas que as versões grátis fazem e faz coisas que as versões grátis não fazem.

Ícone e interface feitas por pessoas diferentes!

Ícone e interface feitas por pessoas diferentes!

O que ele não faz, é ter uma boa integração com a internet, o que não o trannsforma em um programa ruim.

Por outro lado, as coisas que ele faz são seus pontos fracos. Logo de cara, toca por padrão uma música pentelha em loop, pior, um loop meio desencontrado.

Se não bastasse, ele não procura mídias em seu HD, ele cria pastas dentro da pasta do seu usuário e te obriga a mudar de vida em função dele.

Eu não preciso de uma outra pasta de mídias!

Eu não preciso de uma outra pasta de mídias!

E, pior que todas essas, demora muito para abrir e, mesmo quando fechado, fica rodando um processo em background.

Carregando..................

Carregando..................

Você não sabe... mas eu estou aqui!

Você não sabe... mas eu estou aqui!

Ah, ele funciona com o controle remoto da Apple e o se conecta com o Skype (pra que, eu não entendi)!

SKYPE!!! :o

SKYPE!!! 😮

mmediamMedia

versão testada: 1.2

site: http://www.vass-se.de/v2/index.php

valor: grátis (light) ou €12,95 (full) – 14 dias para testes

compatibilidade: Mac OS X

Se o MediaCentral é o rei em questão de ícone e o Plex da interface, o que falar do mMedia? Mais uma vez, um programa pago que não chega aos pés das versões gratuitas.

BSOD?

BSOD? Sem comentários!

O mMedia parece um grande launcher, que abre o iTunes quando você quer ouvir música em o Apple DVD Player para ver DVD.

iTunes vai estar sendo aberto!

iTunes vai estar sendo aberto!

Ah, ele não roda arquivos de vídeo armazenados no computador.

Enfim, depois de ter que ver um programa com o ícone desenhado no MSPaint por uma criança de três anos, ainda levei um Kernel Panic (ele sabia que ia falar mal dele aqui).

Valeu mMedia!

Valeu mMedia!

Não é tudo ainda! Ele leva um tempão para abrir e não funciona com o controle remoto da Apple.

plexPlex

versão testada: 0.8.1

site: http://www.plexapp.com/

valor: grátis

compatibilidade: Mac OS X

É o programa com interface mais bonita de todos, mas, no fundo é o XBMC com uma skin aplicada, e que, por sinal, vem já instalada no XMBC e pode ser facilmente usada. Então, leia sobre o XBMC que é igual!

Bonito pacas!

Bonito pacas!

xbmcXBMC – X-Box Media Center

versão testada: 9.04.1

site: http://xbmc.org/

valor: grátis

compatibilidade: Linux, Mac OS X e Windows

O XBMC é o pai do Boxee e do Plex, então, não decepciona nas funcionalidades, nem no visual.

Interface e uso

Muito similar ao Boxee, porém achei a navegação mais fácil e me acostumei com ela mais rapidamente. Logo de cara, vasculhando nas opções, descobri que o XBMC já vem com três interfaces instaladas e, uma delas é exatamente a interface do Plex. Sendo assim, o Plex passou a ser algo sem sentido, a não ser que, por baixo da carcaça, ele tenha otimizações para rodar melhor no OS X. Novas interfaces podem ser baixadas facilmente daqui (o facilmente é liberdade poética, já que eu não testei). Não vou falar tanto dele, porque ele é muito, muito mesmo, parecido com o Boxee, que já falei bem detalhadamente.

Interface padrão

Interface padrão

Outra interface.

Outra interface.

Plex? Você por aqui?

Plex? Você por aqui? Ah não: no Plex era "ver filmes"!

Demorou para entender como adicionar Filmes e Seriados de maneira ao programa saber o que era filme e o que era seriado. Depois que consegui isso, percebi que adicionei seriados duas vezes e até agora não consegui descobrir como tirar uma das entradas.

Ah, assim como o Boxee, leva um tempão para indexar todos os filmes (isso que tenho meia dúzia convertido!).

Internet integrada

Assim como seus filhos, usa a internet para baixar informações dos filmes e músicas, mas, diferente do Boxee, não possui o “lance social”. Nada de cadastro, nada de “interação com gente”.

Se tem dois arquivos na pasta (pouco importa que o nome de um deles seja TRAILER), você tem dois filmes iguais!

Se tem dois arquivos na pasta (pouco importa que o nome de um deles seja TRAILER), você tem dois filmes

X-Box

Uma coisa legal do XBMC, como a própria sigla diz, é que é possível instalá-lo num X-Box – desde que esse tenha um mod chip – para substituir a dash original.

Open Source

Essa é a coisa mais legal do XBMC (para um babaca como eu, pelo menos). A possibilidade de alterar o código livremente, deixá-lo como quiser e poder contribuir com a comunidade. Mais informações podem ser encontradas aqui.

Veredito

Chuck Norris aprova o Boxee!

Chuck Norris aprova o Boxee!

Boxee na cabeça! Possui tudo de bom que foi criado no XBMC, com “plus a mais”! Roda redondo e faz tudo que se pode desejar de um Media Center! Troféu jóinha pra ele!

Anúncios

3 Comentários »

  1. Muito bom o post! Sempre quis saber quais alternativas eu tinha para um media center e nunca tinha feito essa pesquisa. Obrigado por ter feito o trabalho pela gente e compartilhado ;).

    Comentário por Hugo Baraúna — 19/07/2009 @ 7:46 pm

    • Deu um trabalhão, mas valeu a pena. To usando o Boxee feliz, sabendo que escolhi a melhor opção possível e ainda fiz um post que acho que ficou muito bom 😛

      Comentário por russo — 20/07/2009 @ 5:30 am

  2. Russo, sensacional o post! Parabéns!

    O Boxee é show! vale a pena testar!

    Comentário por Rafael Barbolo Lopes — 05/08/2009 @ 8:47 pm


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: