comp coop 10

28/08/2009

MegaMini tutorial para Mac newbies – produtividade 2

Filed under: mac, tutorial — Tags:, , , , , , — Russo @ 11:21 am

ZumbiIconpor Eduardo Russo

Hoje percebi que deixei de colocar no “manual sobre produtividade” algumas funções bastante úteis do OS X, resolvi fazer então essa pequena atualização!

PREVIEW EM UMA “BARRADA”

Uma das coisas mais fodas surgidas no Leopard foi a introdução do Quick Look. Selecionando qualquer arquivo e pressionando a barra de espaço, você tem um preview instantâneo do arquivo, sem precisar abrir nenhum programa!

O OS X já vem com possibilidade de preview para diversos formatos de arquivos (como vídeos e imagens) e ainda possibilita que você instale plugins para visualização de outros formatos arquivos. Para isso , basta baixar os plugins em sites como os da lista (gentilmente cedida, sem autorização por Filipe M. S. de Campos) abaixo:

QLPlugins
QuickLook Plugins List
Mac Tricks and Tips
Usingmac.com
Macworld

Depois de baixados, basta copiar os arquivos com extensão .qlgenerator para a pasta /Biblioteca/QuickLook.

Alguns plugins que tenho instalados

Alguns plugins que tenho instalados

Um exemplo, de um plugin que instalei, é um que mostra o conteúdo de arquivos comprimidos.

Quick Look em ação!

Quick Look em ação!

ORGANIZAÇÃO da VISUALIZAÇÃO por COLUNAS

No post anterior, indiquei a visualização por colunas como sendo a mais prática de navegar, mas deixei de fora algumas dicas importantes.

Que você pode alterar a largura de cada coluna individualmente, bastando arrastar os “dois tracinhos” que ficam na parte de baixo dela, ou ainda, segurando OPTION, fazer com que todas mudem sua largura ao mesmo tempo.

Se você for no Finder agora, abrir uma nova janela (CMD+N), alterar seu tamanho, posição e largura das colunas e fechá-la, sempre que abrir uma nova ela estará desse mesmo jeito. Faço isso então pra deixar no lugar que quero, sem scrooll horizontal e com colunas de largura suficiente para dar para ler o nome da maioria dos arquivos e para que caibam um determinado número de colunas.

Minha "janela padrão"

Minha "janela padrão"

Outra coisa interessante é também alterar como as colunas (ou, se prefere outro tipo de visualização) são organizadas. Para isso, vá em uma janela qualquer (ou ainda no desktop) e pressione CMD+J para ver as opções de visualização.

Opções de uma pasta visualizada por colunas.

Opções de visualização de uma pasta visualizada por colunas.

Opções de visualização do desktop

Opções de visualização do desktop

PREFERÊNCIAS

No OS X, além de você ter a barra de aplicativos fixa lá em cima, algo que um usuário vindo de outros SOs geralmente estranha, acaba sendo uma facilidade: você sempre sabe onde encontrar as coisas.

Um exemplo são as preferências dos programas. Em outros SOs as preferências de um programa podem estar em Arquivo, Opções, Ajuda etc. No OS X, as preferências estarão, em 99% dos casos no mesmo lugar, com a mesma tecla de atalho. Não afirmo que todos programas seguem a regra, porque existem casos em que as pessoas gostam de fugir do padrão e inclusive de ignorar que o OS X tem uma barra fixa – sim, Cinema 4D, é com você que eu estou falando.

Cinema 4D não sabe brincar!

Cinema 4D não sabe brincar!

Tirando as exceções, a regra é a seguinte: preferências ficam no menu com o nome do programa (o primeiro depois do Apple Menu) e podem ser acessadas com CMD+, .

Menu Firefox do Firefox

Menu Firefox do Firefox

O Finder, por exemplo, tem várias opções que valem dar uma olhada, como que tipos de mídias devem aparecer no desktop e na barra lateral, o nome das etiquetas e como deve se comportar a navegação com o mouse (vou falar sobre isso no próximo tópico)

Preferências do Finder

Preferências do Finder

NAVEGANDO COM O MOUSE

Esses dias, um novo usuário de OS X perguntou sobre o uso do CMD+X no Finder e, não, isso “non exsiste“. Sei lá porque, nunca foi implementado a opção de recortar e colar arquivos e diretórios no Finder. Por outro lado, existe uma forma muito fácil e ágil de se mover / copiar / criar atalhos no OS X.

Se uma imagem vale mais que mil palavras, um vídeo vale mais que 1000 imagens:

Nesse vídeo, demonstrei como você pode ir navegando pelas pastas apenas deixando o mouse em cima do lugar que quer “entrar”. Mosrei também que, segurando por algum tempo o ícone da pasta ou arquivo que aparece no centro das janelas do Finder, você consegue movê-los.

MOSTRAR CONTEÚDO DO PACOTE? WTF!!!

Faça um teste: Clique em qualquer programa que está no seu dock enquanto segura CMD. Isso te levará para o lugar onde o programa está salvo. Agora clique com o botão direito nele e selecione Mostrar Conteúdo do Pacote.

Pacote?

Sim, no OS X, o que voc acredita ser um programa é na verdade um pacotão de coisas, desde preferências, imagens, ícones, tudo está nesse pacote com extensão “.app”.

Isso é uma maneira de, por exemplo, fuçar em programas, salvar ícones dos programas e até alterar certas configurações e imagens. Não sei se tem muito a ver com “produtividade”, mas, não sei onde encaixar essa “curiosidade”, então foi aqui mesmo.

PARANDO TUDO

Outro atalho de teclado que funciona na maioria dos programas é o CMD+.

Esse atalho interrompe o que quer que o programa esteja fazendo, desde abrir um arquivo até carregar uma página no browser.

TIRANDO FOTOS

Esse tem a ver, inclusive com esses tutoriais “ilustrados”. Tirar fotos no OS X não é tão “fácil” quanto em outros SOs que usam o botão “PrintScreen” do teclado. Primeiro, porque teclados de Macs não tem esse botão, segundo… nnao tem segundo.

Existem três formas de se tirar uma foto: da tela inteira, de uma região selecionada ou de uma janela / menu. E ainda mais, a opção de salvar a imagem diretamente ou apenas deixá-la na área de transferência.

Para capturar a tela inteira, basta pressionar CMD+SHIFT+3.

De uma região, CMD+SHIFT+4 e selecione a região com o mouse e pronto.

E, para tirar de uma janela (o que inclui sua sombra), depois de pressionar CMD+SHIFT+4, pressione a BARRA DE ESPAÇO. A “cruz” vai virar uma “mão”. Posicione-a na janela que desejar (ela fica azulada) e clique com o mouse.

Dessa maneira, PNGs serão salvos no desktop. Para apenas deixar na área de transferência, junto com CMD+SHIFT, pressione o CTRL.

PASTAS E PILHAS NAS DOCAS

Outra coisa legal que surgiu no Leopard, foram os stacks no Dock. Se você arrastar uma pasta para o Dock, você poderá ver seu conteúdo sem precisar a abrir a pasta.

Stack da Poli

Stack da Poli

Acho que isso encerra o post. Qualquer dúvida ou bronca, mande bala nos comentários!

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: